PlowShare Gerenciador de Downloads(rapidshare, Megaupload, eazyshare e afins) em modo texto

recentemente postei no blog uma analise dos mais usados gerenciadores:

gerenciadores-de-downloads-rapidshared-easyshare-megaupload-e-afins-qual-usar/

estou trazendo para completar este artigo o PlowShare ( em modo texto) ótimo para ser usado em conjunto com o guake-terminal, não vou incluir ele na analise pois ele não é tão completo qto aos outros, um pouco limitado em relação aos concorrentes em termos de servidores suportados, mais muito eficaz e pratico, usando ele com o guake se torna ainda mais pratico, um F12, escreva plowdowm +link e pronto ele baixa silenciosamente oculto e sem muito consumo de recursos, excelente para baixar vários capítulos de uma vez só, precisando somente colocar em um arquivo texto os links e chamar a lista diretamente (Ex: plowdown lista.txt)

Link PlowShare

ScreenShot

Servidores atualmente suportados:

2Shared ,4Shared ,Badongo,DepositFiles, divShare ,dl.free.fr, Freakshare.net, Loadfiles.in, Mediafire, Megaupload , free-membership and premium, free-membership and premium (multifetch support), Netload.in, Rapidshare, Sendspace, Storage.to , Uploaded.to, Uploading.com
Usershare, x7.to, ZShare

Anúncios

Iniciar VirtualBox como uma sessão do Ubuntu

Podemos incluir iniciar uma maquina virtual do Virtualbox com Windows ou outro Sistema como uma sessão do Ubuntu, com um clique trocamos o Ubuntu para uma sessão Virtual do Windows ou outro qualquer , ou colocamos como default para iniciar junto com o Ubuntu e entrar em tela cheia já a maquina virtual, para isso vamos ao terminal:

cd /usr/share/xsessions

criamos um arquivo com este conteúdo

sudo gedit winxp.desktop <- ou outro nome qualquer

[Desktop Entry]
Encoding=UTF-8
Name=Windows XP
Comment=This session will run your VirtualBox
Exec=/usr/local/bin/XP.sh”
Icon=
Type=Application

depois de criar o arquivo vamos criar o script que chama a maquina virtual

sudo gedit /usr/local/bin/XP.sh

com este conteúdo :

VBoxSDL -fullscreen -vm “XP2009”

** o texto em negrito troca pelo nome da tua maquina virtual **

para finalizar:

sudo chmod +x /usr/local/bin/XP.sh

pronto, temos uma sessão que roda o XP virtualmente em tela cheia…

se quiser algo mais simples cria um atalho com este comando:

VBoxSDL -fullscreen -vm “Nome da MaquinaVirtual”

Ref: Ubuntu Life

Obs: Rodando o XP direto antes de entrar no Ubuntu tive a impressão de um ganho de performance significativa, pois não esta com nenhuma interface gráfica ativa..

Gerenciadores de Downloads ( rapidshared, easyshare, megaupload e afins) qual usar!

Com o crescimento do uso da internet estamos em uma revolução em distribuição de conteúdo, desde musicas, audiobooks, distribuições Linux, modificações do windows, e etc.., o que vemos que tem muita coisa sendo distribuído,, muita coisa boa, só que muitos esbarram em não ter um servidor próprio ou contratado, então a opção de usar estes serviços, temos diversos espalhados ai pela internet, como este artigo não é sobre estes serviços e sim sobre os gerenciadores, não vamos citar qual é melhor ou não, pois fica a cada um decidir qual é melhor( uma pitada de filosofia Linux, neste caso), bem vamos analisar 3 grandes gerenciadores, os mais completos e usados, se alguem quiser poder indicar mais alguns, os 3 que vamos citar são:


Tucan – Freerapid – Jdownloader

Tucan:

um gerenciador de downloads para sites de arquivos como o Mediafire, Rapidshare, Megaupload, 4Shared e similares em português.

Em relação aos outros o Tucan ganha em leveza, pois sua interface é em python, ao contrario dos outros que citamos aqui que são em java, com uma interface amigável e fácil, ele é rápido e cumpre seu objetivo, ao adicionar ( manualmente) você pode verificar os link se estão ok, todos tem os prós e os contras:
Prós = leve, facil uso, minimiza sem problemas para o tray e Multiplataforma.
Contras = ele não tem monitor Clipboard como os outros, vc tem que adicionar e verificar o link manualmente, ao ter um um download ja de um servidor ele não coloca na espera e da erro ( já apaguei muitas downloads pensando que era link quebrado), as vezes coloca na fila normalmente, ele tem problema e identificar os links protegidos, os downloads completos não se auto limpam , talvez seja impressão, mais acho os downloads mais lentos que os semelhantes aqui referenciados.

obs: Nos testes usamos o Tucan Manager 0.38 alpha, as vezes temos atualizações dos plugins e tb do próprio programa, acredito que estes detalhes logo serão revistos.
Nota do BrasilLivre: 9.0
Site: http://www.tucaneando.com
Download Ubuntu: http://www.getdeb.net/app/Tucan
Obs: outras versões e plataformas diretamente no site do projeto

Freerapid

Outro grande gerenciador multiplataforma feito em java, mais leve e faz bem seus serviço, na parte de captura eu acho ele excelente, você acessa um site com varios links e vai clicando copiar link, ele vai adicionando os vários links e depois vc coloca para baixar, ele verifica se o link esta ok automaticamente, mais somente depois de colocar na fila, é só apagar os links inválidos, a grande diferença é as atualizações do programa e plugins, este ultimo praticamente diários, apesar de ser em java ele é bem feito não pesa no sistema, nas versões anteriores ele tinha um problema em minimizar no tray ( gnome pelo menos) não restaurava, agora nestas ultimas parece que foi resolvido, vamos a analize:
Pŕoss : o Monitoramento do ClipBoard é excelente, Facil uso, Multiplataforma, verifica o link e aceita links protegidos, rapido nos downloads.
Contras: um pouco pesado por ser java(leve em relação a outros ap. java), a verificação dos link deveria ser antes de adicionar ( como Tucan).
obs: Nos testes usamos o FreeRapid 0.83 RC , atualizações são constantes de plugins.
Nota do BrasilLivre: 9.5
Site: http://wordrider.net/freerapid/
Download : http://wordrider.net/freerapid/download.html

Jdownloader

Um dos mais utilizados gerenciadores, multiplataforma e tem destaque de sua velocidade, não sei porque, mais é vísivel a diferença de velocidade entre os outros aqui citados, ele é em java , pesado, maquina com pouca memória ou antiga não é recomendado, tem atualizações de plugins e de programas constantemente, tem um sistema de captura eficiente de links, ele verifica o link antes e assim você adiciona para download somente os links validos, aceita normalmente links protegidos, tambem um pouco problemático quanto a minimizar, ao tentar restaurar como um recurso enorme do micro, as vezes não restaura, talvez pelo próprio java, vamos a analise:

Prós: extremamente rápido, multiplataforma, verifica links antes de adicionar, sendo só indo para o down os links válidos, aceita normalmente links protegidos.
Contras: vejo nele só um problema, é pesado e muito, as vezes para maximizar é um problema, geralmente uso em outra área de trabalho maximizado mesmo. a interface não é muito amigável, apesar de ser fácil de entender achei que tem muita informação ( parte de configuração e downloads)
Obs: Nos testes usamos versão 0.8234

Nota do BrasilLivre: 9.0
Site: http://jdownloader.org/
Download : http://jdownloader.org/download/index

Conclusão:

Todos os 3 são excelentes, cada um com suas características, talvez a opinião seja diferente de cada usuário, mais como estamos em um mundo livre fica a critério de cada um, mais aqui no BrasilLivre o FreeRapid recebeu a maior nota, pela suas características e eficiência, o Tucan fica empatado em segundo co o Jdownloader, pelo seu desempenho e facil utilização, Jdownloader só perdeu o primeiro lugar pelo seu peso e consumo exagerado de recursos do sistemas..

Obs: foi colocado estes 3 gerenciadores pois eles são mais ou menos equivalentes em recursos e numero de servidores, se alguem tem algum outro gerenciador que tem estas características mande para o brasillivre que incluo na analise.

OBS: Todos os testes foram feitos em Ubuntu 9.04 e todas as versões dos gerenciadores são em português

Obs: 21-02-2010, foi feito uma pequena analise do gerenciador plowshare(modo texto) que complementa este artigo, não deixe de conferir.

Artigo PlowShare 21-02-2010

Utilizando o Prism no dia a dia no seu Desktop

já utilizei o prism uma vez,,,mais por problemas básicos, desisti dele, um deles problemas com o flash, bem este dias depois de instalar o 8.10 (Ubuntu), usando o Add e Remover vi ele lá,,, bem resolvi testar.. e realmente fiquei surpreso, primeira coisa que aplicações flash estavam funcionando, bem aqui vai alguns exemplos… acho que o prism é mais direcionado , tudo depende do que vc quer… umas das coisas que eu gosto e minha família se acostumou, foi ouvir rádios pela internet, abro o prism ele me pergunta a URL e nome do atalho que tem a opção de se salvar no desktop, e pronto ele abre a janela como se fosse um navegador normal, e o melhor vc redimensiona a tela e ele fica sempre do mesmo jeito, cada um independente do outro,, uma janela pequena, outro grande, etc…

bem vamos começar :

1: o que é esse tal de Prism ?
“Prism é uma tecnologia da Mozilla para executar aplicativos online como se fossem aplicativos desktop normais.”

2: Porque usar, se posso fazer no navegador?
porque consumir memoria com um navegador inteiro aberto, porque não facilitar para que teu filho de 4 anos clique e abra o joguinho flash que ele tanto adora…

bem, no add e remover , vc acha google docs, google talk e outros…, mais os aplicativos da comunidade,, e o mais importante a sua personalização… vamos alguns exemplos práticos

aqui utilizando rádios online
Exemplo de Player de Radio Online
Outro Exemplo de Player Online e Ícones no Desktop

Mais Players Visão Geral

acima vc viu vários exemplos de aplicações usando o prism, as possibilidades são muitas… a imaginação é o limite;;;

Dica: depois de ter a URL no mão, abra o Prism ( atalho no menu Internet), e cole a URL, marque a opção de criar atalho no desktop e de ok, redimensione do jeito que quiser e feche, uso o atalho no desktop e veja se ta ok, se não gostou deste site , etc.. só apagar o icone.. e pronto ………

Links:
Plugin do Firefox p/ converter paginas em atalho

Instalar Prism no Ubuntu 8.10: apt-get install prism ou use o Adicionar e Remover

obs: Testado no Ubuntu 8.10 e no Resulinux 2.8R8

CNR – Ferramenta do Linspire agora livre para a familia Ubuntu e Afins(atualizado 02/12)

Já esta disponivel e agora gratuito o CNR, uma ferramenta do Linspire que tem uma gama enorme de software livre para instalação com um click, com uma interface simples e pratica, é so clicar e instalar…. jogos, aplicativos e qualquer coisa disponivel nas paginas do CNR, que tem um amplo repositório, esta disponivel para o Ubuntu,Freespire e ja estão preparando a liberação para o Debian,Fedora e OpenSuse..

para instalação no Ubuntu:

edite o sources.list e acrescente estas linha:

Ubuntu 7.04 :

deb http://apt2.freespire.org/CNRUbuntuExtra feisty-extra main restricted
deb-src http://apt2.freespire.org/CNRUbuntuExtra feisty-extra main restricted

Ubuntu 7.10

deb http://apt2.freespire.org/CNRUbuntuExtra gutsy-extra main restricted deb-src http://apt2.freespire.org/CNRUbuntuExtra gutsy-extra main restricted

depois disso um simples:
sudo apt-get update & sudo apt-get install cnr-client

opções para outras distros aqui: ( freespire e linspire)

depois visite a pagina do CNR e escolhe os pacotes na : Lista de pacotes p/ o CNR e depois de escolher é so clicar no botão INSTALL e abrir com o CNR e pronto ele vai baixar e instalar o aplicativo escolhido..

depois no final ele da opção de colocar um icone no desktop…. bem facil ,facil…

Screenshot:


Fonte:

http://www.cnr.com/index.seam

Obs: Atualizado em 02/12, incluindo os sources p/ 7.10, testado e funcionando….

Instalando Jabbin no Ubuntu 7.04 e colocando ele em português

Jabbin, otimo cliente , suporta Jabber e Gtalk e com suporte a voz

primeiro vamos colocar os sources, de um Alt + F2 e edit o sources.list e cole isto:

deb ftp://ftp.akl.lt/Linux/Baltix/Baltix-Ubuntu_packages feisty main

depois no terminal:

sudo apt-get update
sudo apt-get install jabbin

bem agora vamos fazer dois truques para o sons funcionarem e deixar em portugues:

1 – baixe este arquivo: Sons

no terminal :

sudo tar -xzvf /$HOME/jabbin-sound.tar.gz -C /usr/share/jabbin/

Passando para Português:

Arquivo para passar para Português Aqui

copie o arquivo para:

$HOME/.psi/

e pronto,,, ele ja esta em português…..

qto a configuração do jabbin, não vou entrar em detalhes, é igual a todos os outros,,, alguma coisa a mais ou a menos,,,, tanto no Gtalk e no Jabber…. como tem ao monte ai na net, vou postar somente as referencias….

Atualização 21/07: quem quiser testar uma versão de maio do SVN, aqui ta o link, é bom seguir o esquema acima e depois atualizar,, por enquanto esta normal… ainda não vi nada anormal,,, e o idioma e contatos e config foram conservados…

Referências:

http://doc.ubuntu-fr.org/jabbin

Psi Jabber

Programas Livres

http://www.jabbin.com/int/

Atualizando VirtualBox para nova versao na familia debian/ubuntu/xandros(atualizado 02/11)

Nova vs deste excelente programa ( vs 1.52)

atualizado 02/11/2007

1 passo:
abra o seu souces.list e acrescente a seguinte linha: (escolha de acordo com a sua distro)

deb http://www.virtualbox.org/debian gutsy non-free
deb http://www.virtualbox.org/debian feisty non-free
deb http://www.virtualbox.org/debian edgy non-free
deb http://www.virtualbox.org/debian dapper non-free
deb http://www.virtualbox.org/debian etch non-free
deb http://www.virtualbox.org/debian sarge non-free
deb http://www.virtualbox.org/debian xandros4.0-xn non-free

depois abra um terminal e de os comandos para baixar e incluir a innotek public key :

wget http://www.virtualbox.org/debian/innotek.asc
apt-key add innotek.asc ( como root)

e logo apos atualize a lista com:

apt-get update

no ubuntu depois de alguns instantes ja aparece no gerenciador de atualização que indica sozinho novos pacotes, nos outros é so dar um apt-get install virtualbox e pronto , depois de 11 megas o virtual pergunta se quer remover os modulos antigos, respondi que sim,,,,e outra surpresa, ele ja abriu em portugues, já é um avanço……

2 passo:
abra o virtualbox e ele vai acusar que ta faltando o arquivo VBoxGuestAdditions.iso, de um ok e remova a referencia ao antigo, e de um acrescentar e o caminho para atualizar: /opt/VirtualBox-1.4.0/additions/VBoxGuestAdditions.iso, pronto de um ” Iniciar” ( não aguentava mais aquele Start) e vai para a galera……

obs: lembrando que toda a config esta em portugues, mais facil do que nunca…..

testado no Ubuntu e no Resulinux, que foi tranquilo, acredito que nas outras distros deve ir normal,, quem quiser comentar em relação as outras distros, vou atualizando aqui o post……
( no resulinux, foi preciso fazer algumas modificações, mais estou preparando um tutorial completo para instalar o VirtualBox usando o Resulinux)

Créditos : VirtualBox